You are using an outdated browser. For a faster, safer browsing experience, upgrade for free today.

Guitarra Portuguesa

Revista Arte + Cultura | 03 Mar 2016

O SOM DO DESTINO E DA SAUDADE

 

 
“Na voz de oiro e sombra da guitarra
Algo de mim a si próprio renuncia”, Sophia de Mello Breyner.
 
 

De sonoridade luminosa e pungente, com uma capacidade de invocar abandono e melancolia, de expressividade e timbre inconfundíveis, a guitarra portuguesa é um instrumento intimamente associado à nacionalidade. Com uma longa união ao fado, a cítara lusitana é conotada com o modo de ser português – saudade, destino, fatalidade são os vocábulos que se interligam com o trinado da cítara nacional. Mas não é apenas esta característica sonora nem as emoções que ele desperta que fazem deste cordofone um instrumento da identidade portuguesa. Nas palavras de Pedro Caldeira Cabral – o principal estudioso e pesquisador da cítara lusa, além de compositor, músico e seu exímio intérprete – o que de mais português tem a guitarra lusitana é o seu desenvolvimento em Portugal durante cinco séculos. Definido, em termos organológicos, por um sistema construtivo, uma afinação, uma técnica de execução e por certos elementos decorativos, o cordofone nacional tem visto erroneamente ser-lhe atribuída como origem a guitarra inglesa. Mas, como esclarece Pedro Caldeira Cabral, o seu verdadeiro antepassado é um modelo da cítara europeia, conhecida e tangida em Portugal desde o século XVI.
(…)

Publicado na ROOF 1

 

Texto: Paula Monteiro
Fotos: Miguel Costa

Para ler o artigo completo assine a ROOF - An IN & OUT Magazine na versão em papel ou digital

Subscrever a Revista

ROOF MAGAZINE 8

Descubra a Última Edição

Subscrever a Revista

Relacionados

Azulejos

Azulejos

Revista Arte + Cultura
Boaventura de Sousa Santos

Boaventura de Sousa Santos

Revista Arte + Cultura
No Meu Tempo É que Era

No Meu Tempo É que Era

Revista Arte + Cultura

#Siga-nos no Instagram @roofmagazine

× ROOF MAGAZINE 8 Assine já!