Marta Vilarinho de Freitas

EM MEÓRIA DA CIDADE

 

O olhar segue a direção da ponta da caneta. Firme, inabalável, como quem comanda um pulsar latente que se transforma em desenho edificado. Marta é assim no momento de criação. Sensível mas complexa, delicada mas apaixonada, a ilustradora, que também é arquiteta, dá forma ao projeto “As Cidades e a Memória – a Arquitectura e a Cidade”, uma série de desenhos que retratam a paisagem da cidade. Tal como ela é.

Se os teus trabalhos, os teus desenhos, tivessem uma expressão vocal o que é que eles diriam sobre ti?

Posso dizer que esta é uma das perguntas mais bonitas e mais difícies que alguma vez me fizeram… Penso que diriam que sou muito observadora, muito atenta aos pormenores – sejam eles de menor ou maior escala, sejam objetos, cidades ou pessoas –, absorvo essas imagens e transporto-as para os meus desenhos, para o meu imaginário criativo. Diriam também que sou sensível, sensitiva, delicada e complexa. Esta questão é muito interessante, pois os meus desenhos refletem muito da minha personalidade, há uma presença minha muito forte nos desenhos que desenvolvo: é como se eles fossem uma extensão da minha mente, da minha mão. Dedico a maior parte do meu tempo a este trabalho, portanto há uma grande dose de amor, empenho e dedicação em cada detalhe, em cada pormenor.
(…)

Publicado na ROOF 15

 

                        

 

Texto: Cátia Fernandes
Fotos: Isadora Faustino e Marta Vilarinho de Freitas

Marta Vilarinho de Freitas

Dentro e fora de portas, na ROOF – An IN & OUT Magazine percorremos o mundo para reunir as melhores propostas de arquitetura, interiores, design, cultura e lifestyle.

DESCARREGAR APP MOBILE