You are using an outdated browser. For a faster, safer browsing experience, upgrade for free today.

Livraria Lello

Revista Arte + Cultura | 03 Mar 2016

“ESPAÇO DE CULTO À CULTURA”

 

Em idos de 1906, erigia-se na cidade do Porto, na Rua das Carmelitas, um edifício que nascia com o mais ambicioso propósito – o de ser um Templo às Letras. Esse templo tinha, necessariamente, de ser uma estrutura que atraísse para si homens de letras, bibliófilos e visitantes, tanto enquanto objeto arquitetónico como enquanto espaço de reverência à literatura.

O estilo neogótico da Livraria Lello, cujo construtor foi Francisco Xavier Esteves, não foi eleito aleatoriamente. Como consta do “Album descriptivo”, “o gothico, na historia da arte, tem um logar proeminente ao lado das manifestações mais perduráveis que o genio das populações deixou pelos seculos adiante”. E este intento foi inteiramente cumprido – desde que, em 1881, José Lello, homem de cultura, com o sonho de se tornar livreiro, e o seu irmão António fundaram uma livraria no Porto, a Lello tem-se mantido, ao longo de 110 anos e de quatro gerações, como lugar de culto às artes e à cultura, mantendo verdadeiras as palavras que se inscrevem no “Album descriptivo” da livraria: “ninguem transporá os humbraes d’aquella porta que não sinta elevar-se o espirito e o disponha á meditação da vida intelectual. […] Fonte prenhe de saber onde os sequiosos vão dessedentar-se”.

Publicado na ROOF 1

Texto: Paula Monteiro
Fotos: Livraria Lello

www.livrarialello.pt

Para ler o artigo completo assine a ROOF - An IN & OUT Magazine na versão em papel ou digital

Subscrever a Revista

Relacionados

Azulejos

Azulejos

Revista Arte + Cultura
Boaventura de Sousa Santos

Boaventura de Sousa Santos

Revista Arte + Cultura
No Meu Tempo É que Era

No Meu Tempo É que Era

Revista Arte + Cultura

#Siga-nos no Instagram @roofmagazine